Conselho Municipal do BOMPREV realizou primeira reunião de 2017.

Plano Municipal de Saneamento Básico de Bom Jardim é discutido em audiência publica.
5 de junho de 2017
Agricultores bonjardinenses recebem 51 títulos de terras do Governo do Estado.
8 de junho de 2017
Exibir tudo

O Consultor Francisco Almeida demonstrou relatórios do Instituto.

Nesta segunda-feira (5), aconteceu a primeira reunião do conselho do Instituto que administra o BOMPREV, fundo de regime próprio de previdência social do município. Como parte de mais uma das ações de transparência e diálogo com servidores e cidadãos, na oportunidade, a Prefeitura Municipal de Bom Jardim realizou uma longa explanação sobre a situação do BOMPREV, com a presença de representantes do Sindicato de Professores de Bom Jardim – SINPROBEM, do Sindicato de Servidores Públicos – SINDSERP e do promotor Fábio Oliveira. Durante a apresentação do relatório, foram demonstrados os prejuízos acumulados pelo fundo durante a gestão anterior.

Na atual gestão os repasses foram regularizados e já chegam a mais de 2 milhões de reais.

Na ocasião, foram conhecidos os conselheiros que receberam suas portarias anteriormente veja quem são:
:
Poder Publico:
Ayrton Alves de Araujo – Presidente
Thelma Aragão Melo Portela de Araujo – Titular
Neudivan de Jesus – Titular
Marcio Rogerio de Lima – Suplente.
SINPROBEM:
José dos Santos Maranhão – Titular
Vaneres Pereira – Suplente
Rogerio Martins – Titular.
Elizangela Rodrigues – Suplente
REPRESENTANTE DOS INATIVOS:
Raimunda de Oliveira – Titular
Maria de Fatima – Suplente
REPRESENTANTE DO LEGISLATIVO:
Clebson Almeida – Titular
Charles Viana – Suplente.

PREFEITURA PRESTA CONTA DO BOMPREV, AO TOTAL O FUNDO POSSUI MAIS DE 23 MILHÕES DE REAIS.

O relatório apresentado durante a reunião apontou que, de janeiro a abril de 2017, foi repassado o montante de mais de R$ 2 milhões ao fundo (conforme imagem em anexo detalhado). O especialista em Previdência Social Francisco Almeida apresentou os números do BOMPREV de 2008 a 2012, com os rendimentos provenientes dos investimentos realizados. Porém, a partir de 2013, foram encontradas algumas irregularidades, que já estão sendo apuradas pelo Ministério Público. Nos nos de 2013 e 2014, o BOMPREV acumulou cerca de R$ 2 milhões em perdas.

Prefeitura e Ministerio Publico devem investigar rombo de mais de 2 milhões de reais no ano e 2013 e inicio de 2014.

O Dr Francisco Araújo, que também esteve na reunião, afirmou que toda a gestão, principalmente secretários, está aberta ao diálogo franco com a população e acatando as críticas que forem feitas de maneira respeitosa e prestando esclarecimentos. “Essa é uma determinação que foi dada por mim desde o dia em que tomamos posse”, disse  prefeito. Para o prefeito, a reunião do conselho é mais um das ações que reforça a política de transparência de sua gestão. O prefeito reforçou que sua administração está sendo pautada em trazer estabilidade política ao município e recuperar o crédito perdido por Bom Jardim nos últimos anos, para que a cidade volte a avançar.

A reunião foi a primeira aberta para explanar a situação do BOMPREV paralelo as medidas que devem ser tomadas em virtude da atual instabilidade do mercado e da grande defasagem de repasses não realizados anteriormente, outras audiências serão marcadas para expor novamente a situação do instituto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × 1 =